Comissão Diocesana de Incidência Pública e Direitos Humanos participa de audiência sobre profanação de terreiros

A Comissão Diocesana de Incidência Pública e Direitos Humanos fez-se presente em audiência pública sobre intolerância religiosa no Ilê Omolu Oxum em São João de Meriti, em 19/10/2017. A audiência foi convocada pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias – CDHM, presidida pelo deputado Paulão (PT/AL), cujo assessor Pedro Montenegro é membro de nossa Catedral Anglicana da Ressurreição (Diocese de Brasília). Falou pela comissão o Rev. Luiz Coelho.

Estiveram presentes diversas lideranças das religiões de matriz africana, que expuseram a violência que têm sofrido, sobretudo nos últimos meses. Apenas em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, 15 terreiros foram profanados e tiveram suas lideranças expulsas por pessoas que alegam fazê-lo em nome de Jesus Cristo. Além do representante da IEAB, foram convidados a falar o Frei Tatá, da Igreja Católica Romana (e da Educafro) e o Pr. Marcus, da Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito.

Na foto, o representante diocesano acompanhado de lideranças das religiões de matriz africana (à extrema direita, Mãe Meninazinha d’Oxum, Iyá do Ilê Omolu Oxum), e os deputados Paulão (PT/AC) e Benedita da Silva (PT/RJ), que levaram uma carta oficial de reivindicações à Câmara de Deputados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *